Redline: Aprendendo a Diferenciar Hot Wheels de uma Obra de Arte

Eu sinceramente sou uma pessoa do contra. Não, sério, não é que eu goste, mas o sou em uma frequência assustadora. Aí o Qwerty veio com um papo de um filme pra machinho, e o Dih falou que eu provavelmente não ia curtir uma coisa com um enredo tão incerto quanto de Redline. Pronto. Me deu vontade de ver.

Muita gente falava, bem, mal, classificando para um público restrito… E eu acho isso tão questionável.. Falei para mim mesma: São só 90 minutos, de qualquer forma, e embarquei na corrida. Continuar lendo

Anúncios

Hotarubi no Mori E: Um Amor de Verão

Hotarubi no Mori E. Outro que eu encontrei pesquisando imagens de Natsume Yuujinchou (XP). Não sabia nada da história, só que era da mesma autora de NY e que o protagonista era bonitinho…

ATENÇÃO: ESSE ARTIGO PODE CONTÉR SPOILERS, VOCÊS FORAM AVISADOS.

Se fosse vocês parava de ler agora, ia baixar (aqui) e assistir, depois voltava. Ou nem voltava. Mas baixe, são apenas 40 minutos de deliciação descomprometida, vale a pena! Continuar lendo

Blood – The Last Vampire: Uma História pela Metade Sempre dá Asas a Imaginação

Depois de tanto tempo, estou de volta. Infelizmente, não é para falar de um super animê, altamente recomendado… E sim de um filme fraco, que deu origem a uma grande série.

Sob a recomendação da Beta, do ELBrasil, peguei para assistir, mesmo depois de ter acompanhado a série de televisão (antiga) e não achado grandes coisas. Continuar lendo

Higashi no Eden: Muito Mais do que Promete Ser

Cheguei a Higashi no Eden pesquisando imagens de Natsume no Zero-chan, em um fanart Cross-Over. Achei que seria interessante ver um romance já que aqui na RL as coisas não estão indo tão bem… e achei o protagonista bonitinho. Dei uma pesquisada ne sinopse, vi que parecia ser minimamente aceitável e decidi baixar.

A questão é que com seus 11 episódios, dois filmes e promessa de romance açucarado com roteiro maluco, Higashi no Eden é uma terrível enganação…
Continuar lendo

Summer Wars: A Força de uma Família

Summer Wars é um filme que eu não esperava. Não esperava ver e quando comecei não esperava gostar. E é uma ótima história, para quem gosta de animação em geral, não necessáriamente fãs de animê.

Fala sobre Kenji Koiso, o representante do Japão nas Olímpiadas de Matemática que trabalha na manutenção de um grande site multidirecional chamado Oz, e é convidado para viajar a trabalho com sua veterana do clube de física. Ele aceita, é claro, afinal, é dinheiro fácil. Mas, chegando lá…

ATENÇÃO: POST COM SPOILERS
Continuar lendo

Paint it, White: O Filme de Hetalia

Hetalia é um animê polêmico com um fandom gigantesco (a polêmica é por causa do maldito fandom, mas disso eu falo mais tarde), e seja em Axis Powers ou em World Series tem milhões de personagens e situações, o que me faria ficar aqui uma semana inteira (porque um dia é o que eu já levo para fazer um post satisfatório normalmente) para destrinchar de forma completa a série.

Por tanto, resolvi falar de Hetalia usando como base Paint it, White, o filme da série que é bem abrangente e dá para ter uma noção de como o animê funciona.

Como provavelmente a maioria já sabe, Hetalia tem como personagens os países do mundo, cujas personalidades vão ao encontro das principais características dos povos que neles residem, ou pelo menos os clichês e exageros que são usados para descrever a população.

Paint it, White se passa em uma situação hipotética de invasão extraterrestre e alienação (com o perdão do duplo sentido) da humanidade. Agora Itália, Japão, Alemanha, “América”, Inglaterra, França, China e Rússia tem que se unir para salvar o mundo. O único problema é que eles são muito egocêntricos e não conseguem trabalhar em equipe, deixando tudo chegar num nível crítico, para no final serem salvos pela inocência do Itália.
Continuar lendo