Pandora Hearts: Sombrio e Colorido se Fundem em um Mistério de Séculos

Pandora Hearts é um dos poucos animês que assisti sem nem mesmo ler a sinopse. E por um motivo estúpido, que é a coincidência dele levar no titulo o meu primeiro nome. Mas, apesar de ter uma qualidade técnica questionável e um final que deixa qualquer espectador absurdamente no vácuo, PH é muito bom e mais do que vale a pena assistir (e depois correr atrás do mangá).

Pandora Hearts nos mostra a trajetória de Oz Bezarius, um jovem nobre alegre e gentil, que está fazendo 15 anos e sendo apresentado a sociedade. Mas um grave acidente ocorre e uma casa de nobres reclusos chamados Baskerville invade a festa, jogando Oz numa realidade paralela temida por todos e conhecida, no seu mundo, como O Abismo.

Lá ele se vê rodeado de seres assustadores, brinquedos gigantes deformados cheios de feridas, dentes e fome de carne humana, chamados Chains (Correntes). Para escapar do pesadelo, Oz acaba por fazer um contrato com a menos ameaçadora delas, uma Chain estranha, que aparenta ser uma garota normal de personalidade forte, Alice. Contrato formado, os dois escapam para a realidade novamente, só que 10 anos já se passaram.

Agora Oz tem que se reestruturar, encontrar sua família e amigos, e descobrir por que foi atirado ao Abismo. Ao mesmo tempo, terá de cumprir o combinado que fez com Alice e ajudá-la a recuperar suas memórias de como se tornou uma Chain, e evitar ser capturado como contratante ilegal por uma organização chamada Pandora, que investiga a verdadeira natureza dessa realidade paralela conhecida como Abismo.

PH tem muuuuuitas reviravoltas na trama, além de mostrar tudo principalmente da perspectiva de Oz, o que nos deixa tão perdidos quanto ele na trama. O que não é nem de longe um ponto fraco do animê, pelo contrário, nos instiga a ir cada vez mais fundo, no intuito de desvendar os verdadeiros motivos por trás de certas ações.

Esse é outro ponto interessante de Pandora Hearts, a história tem um plot principal, mas ela é viva. Não dá a impressão de um roteiro fixo, previsto, e sim algo que se move a cada decisão de um personagem, e essa fluidez é deliciosa de se acompanhar, porque dentro dela nos trás todo tipo de sensação. Medo, pena, raiva, identificação, ansiedade, felicidade… Tudo! É muito bom mesmo!

Um ponto fraco do animê, como mencionei anteriormente, é a animação. Não é boa, mesmo nas lutas mais emocionantes (que estão sempre ligadas a um ponto de tensão na história) fica meio falho. A coloração também ficou estranha, os cabelos tem tipo, duas cores diferentes cada, o que estraga um pouco o desenho em si, que é muito bonito.

Oz é muito feliz, cheio das boas intenções e auto-sacrifícios, brinca de seduzir (muito Temaki feelings) e é um garoto muito atencioso. Apesar de tanta bondade dar nos nervos as vezes, dá pra gostar dele. E só sua própria história misteriosa e mal contada (que nem ele conhece) é um atrativo para focar nossa atenção.

Alice… É chata. Ahh, velho, tsundere e alívio cômico são duas categorias que não combinam com a proposta da personagem dentro do roteiro. Não gosto dela.

Gilbert… Bem, ele é fofo, bonito, e tem um papel muito mais importante do que imaginamos no começo. Mas o lance “criado fiel” também dá nos nervos, e ele tem muita marra e pouca atitude concreta. Faz o tipo de muita garota, mas eu passo.

Pandora Hearts não para de nos apresentar personagens, mas diferentemente de uns animês por aí (cofcofUmineko/CodeGeass) em que eles prometem ser fodas e só fazem peso no elenco, nossos “secundários” chegam como quem não quer nada, uma aparição pequena,  outra maiorzinha na qual ele interage com um dos protagonistas… E quando vemos o final da história está nas mãos dele. E considerando que há muitos personagens secundários, a história dá muitas e muitas voltas, no sentido que quando tudo está fazendo sentido, um novo fato ou uma consequência de um ato muda TUDO – ainda que mantendo o sentido original (nada de Lost feelings, porque né?). Adoro isso.

Cada representante de uma das Quatro Casas Nobres que defendem os portais tem uma personalidade específica, uma característica da casa que se mostra na maioria de seus integrantes, além é claro das correntes transmitidas entre as gerações… Cheryl (Rainsworth), Rufus (Barma), Gilbert (Nightray?) e Kai (Bezarius) tem muito poder, e mesmo quando eles parecem trabalhar juntos sempre tem aquele clima de “vou puxar seu tapete” que deixa tudo mais tenso. Motivos pessoais ou de suas famílias, não importa. Cada um nos prende de uma forma diferente, assim como seus subordinados. Além dos sempre contraditórios e poderosos Baskerville, claro.

Eu mais do que recomendo PH. É quase obrigatório pra quem gosta de animês de aventura. Só há um pequeno probleminha… O animê tem um final totalmente sem sentido e incompleto, como se fosse haver uma segunda temporada… Que nunca chegou. Por isso, se quiser saber o final, terá que acompanhar o mangá (que ainda está em publicação e maravilhosamente ótimo cheio de duplos twist carpados) ou em espanhol (meu caso) ou em inglês (mais fácil de achar). O Baka Neko Scanlators estava trabalhando nisso até a última vez que eu vi, mas estava incompleto.

O link para download do animê você encontra aqui (na verdade são 8 OVAS, mas aí se você quiser, tem que garimpar).

Dá trabalho, mas vale a pena.

Anúncios

16 pensamentos sobre “Pandora Hearts: Sombrio e Colorido se Fundem em um Mistério de Séculos

  1. Segundo post do Kotodama dedicado pra mim <33 q

    PH É UM AMOR ❤
    Pra falar a verdade, eu não sou muito fã do anime, e… bem, nem gosto muito dele na realidade. Ele é bom, mas me irritou profundamente enquanto assistia. MAS EU AMO DE PAIXÃO O MANGÁ ❤

    Pss, deixe-me abraçá-la ❤ qqq Eu também não gosto da Alice. Pra falar a verdade eu odeio ela, irritante demais. DEMAIS. Também não sou muito fã do Oz. Ele é um bom personagem, mas faz cu doce demais. E ignora o Gil-amor Q

    AGORA VAMOS FALAR DO GIL.
    O Gil é amor demais, dels ;; ❤ Não curto nada nada esse jeitinho chato de servo, mas né. Ele é fofo e inocente, só precisa ganhar um pouco mais de atitude ;A;
    Eu gosto do Gil porque costumo gostar naturalmente de ukes. E o Gil parece uke Q

    É um dos únicos que… bem… não consigo shippar. Não porque não tivesse ninguém (tem muita gente), mas… Eles não ~merecem o Gil~ (tipo o Oz) ou estão ocupados (tipo o Jack e o Break QQ). Ai eu… (eu sei que você vai querer me matar por isso)… comecei a shippar ele com o… Vince. OTL
    Porque ele é o único que realmente se importa com ele. Não me mateee ;-;
    -q
    E eu gosto do Vince. Principalmente depois da Ada Q

    Você nem comentou a boiolagem de ~referências~ (ou quase isso) desses contos gays. Tipo Alice e… Oz. Bem, na verdade de O mágico de Oz nem tinha muito mesmo, só o nome mesmo, então né.

    Estou baixando o mangá nesse momento. Estou com um baita medo, apesar de que isso te incentivou a ler o mangá… E… Espero que nada aconteça com o Gil amor Q

    E roubei a ultima imagem. q

    • Break?! Eu shippava ele com Jack, e só, mas depois dos últimos acontecimentos, nem isso.

      Incesto não, peloamordeumDeusnoqualvcnãoacredita!

      Ah, além dos Baskerville (O Cão Dos Baskerville, Conan Doyle).

      Taí é pra pegar!

      • Oh, bem lembrado! Eu achava que era mais coincidência mesmo, hahaha Q

        Sim, com o Break (em algum momento), mas foi deixado de lado.

  2. Cara Pss, está na cara que o jeito servo fiel do Gil é basicamente para fanservice. Você pode falar que não shipa o Gil e o Oz, mas algum dia você já tentou shipar, já pensou em shipar, fato. E apesar de tudo, quando eu assisti PH, eu acabei caindo no jeitinho do Gil, sim, eu sei, é vergonhoso, mas não me julgue.

    O Oz lembra muito o Tamaki, muito mesmo. Mas aquele papo de aceitar as coisas tais como são, sem questionar, me causa desgosto eterno. Fala sério, acho que é essa característica que separa o Tamaki do Oz. É um pensamento meio ridículo, que se faz entendível analisando o passado do Oz, mas mesmo assim, eu acho ridículo.

    Olhando os comentários acima, vi você citando a referência do Sherlock. Basicamente, o que proporciona esse elo é apenas o nome Baskerville, já que os Baskerville de nada tem de ameaçados, ou que precisam de proteção, diferente do livro.

    E sobre o mangá, você não tem raiva dos scanlators brasileiros? Bom, eu tenho, e muita… Eu até achei alguns capítulos de Pandora em português, mas paravam repentinamente. Eu vou ir atrás dos de inglês, já que depois da minha experiência traumatizante com livros de xadrez em espanhol, nunca mais quero chegar perto desse idioma.

    Agora uma pergunta sobre o final do anime. Eu não sei se a expressão “vácuo” se encaixa para mim, mas… Você não achou rápido, foi um amadurecimento tão “do nada”; nem sei se posso chamar aquilo que acontece com o Oz de amadurecimento.

    Atenciosamente:
    Weslley Ericles.

    • É… E eu não curto fanservice. Shippei só até o Jack aparecer na casa do Chershire. Aí passei a shippar JackxGil.

      É, mas no final de Host Club o Tamaki tbm resolve se “sacrificar”… Mas são animes diferentes, não adianta comparar.

      Sim, mas mesmo um nome já é uma referência importante. Se fosse assim, a Alice tbm não tem nda a ver com a original, etc.

      Um pouquinho, e só pq não leio mto mangá XD

      Não houve amadurecimento, foi brecha para uma segunda temporada que nunca aconteceu.

      Enfim…

  3. Como sempre, um ótimo post.Pss vc ja viu natsume yuujinchou?Serio cra se vc n viu te RECOMENDO MT essa serie mt manera sobre a solidão e o sentimento das pessoas e tbm tem um pouco de yokais.Sério veja essa serie e dps faça um post sobre ele pra eu ver sua opnião sobre o anime, ele tem 4 temporadas(a quarta esta saindo toda semana)e é MTTTT RECOMENDADO.Enfim,espero que vc siga minha recomendação.VLW!

    • Quem bom que gostou!

      Sim, claro, o Banner do blog é o Natsume e o Nyanko-sensei (Madara)! Amo Natsume, estou esperando terminar a 4a temporada pra fazer um fuckying post!

  4. ((Finalmente encontro o teu blog *o* Prepara-te para o spam))

    Uma das coisas que inicialmente me levou a ver Pandora Hearts o traço meio “negro da coisa”. A animação deixa muito , muito mesmo, a desejar . Em contrapartida, a banda sonora é incrivel…

    E concordo contigo a nivel da fluidez, é um anime que mexe com os sentimentos. Tanto sentimos o suspense, como pena da personagem como estamos a rir de alguma piada idiota.

    O Oz irrita-me. Qualquer personagem que se auto-sacrifica de 5 em 5 minutos irrita-me. E concordo, de novo, contigo na parte da Alice… E a minha personagem perferida continua a ser o Xerxes. (Acho que o Gilbert está alí para o “fanservice” em algumas cenas.)

    O “final” deste anime apenas me deu vontade de bater com a cabeça na parede.
    Até eu conseguia fazer um final melhor. Ugh.

    • Owwwwn, seja bem vinda, spammer (lembrei de Katekyo agora Oõ)!

      Sim, realmente, as músicas são foda! Eu esqueci de mencionar isso?

      O Oz melhora muito no mangá, já leu?

      Pois é ¬¬’ (ridículo qndo eles fazem um troço pensando em segunda temp. e ela não sai!)

  5. Lembro de ter assistido Pandora Hearts a mais ou menos uns 5 anos atras e a unica coisa que estragou ele foi o final que alem de ficar em aberto que de certo modo é bom por causa da possibilidade de ter uma segunda temporada eu ouvi falar que o final é filler oque estraga todas as minhas esperanças. A gente devia fazer uma petição para uma editora trazer o manga de Pandora Hearts pra gente porque por scanlator eu acho que nunca veremos PH.
    P.S: A Alice é a unica tsundere que eu cheguei gostar na vida.
    P.S2: Mas ainda prefiro a Alyss e a Echo.

    • É, os últimos 6 episódios não tem nada a ver com nada do original DD: E o animê é de 2008, se ainda não saiu, não sai mais.

      Petição é uma ótima idéia, onde eu assino?

      • Eu apenas sugeri a petição, mas ainda não a fiz, se vc quiser fazer também pode por mim tanto faz o importante a é nos tentarmos trazer esse ótimo manga que é PH para o Brasil. Lembro que há alguns meses atrás havia um grupo de pessoas que fez uma petição para trazer o manga de Karin que pelo que parece deu certo e a Panini acabou publicando o manga (que se não me engano já deve estar no 2º volume).

  6. Eu gosto da Alice…não me importo de ela ser tsundere…na verdade eu a acho louca e a loucura dela é que a deixa divertida…e se ela não fosse tão chata as vezes….não teria graça xD O Os (OZ xD né Alice?) é meio idiota…mas dá p/ entender o motivo dele ser meio surtado…rejeição é uma coisa terrivel…quanto ao Gil… eu o odeio…é um pers. que nem precisava existir xD Junto com a Ada… (Ok,Gil,a Ada realmente não precisava existir…você serve para encher linguiça e dar motivo pro Vince agir…)
    Break,Glen e Jack….eu gosto deles =D Jack é um FDP….mas um gênio …do mal xD MUAHAHA Falando sério…se não fosse o Jack ser tão “feliz” a história não andaria…e o Vin… bom,.. eu tenho medo dele OO’
    OK,já falei de mais,,,
    Mas eis minha opinião….
    PS: Lacie….você é uma cadela xD

    • q raios ?!?!?! a Lacie não tem culpa de nada… e outra! sem o Gilbert não teria história!!! ele é um dos personagens mais importantes, leia o mangá … (o Vincent tbm me assusta mas adotei a mania de carregar uma tesoura de costura comigo <: ) e tenho muita pena do Vincent…. imagina só. o Jack usou ele só por ele ser a criança do infortúnio….

  7. Tenho muita vontade de escrever sobre pandora. Uma vez perguntei ao alex o que ele achava da serie, e ele foi bem negativo na resposta. Gostei do seu texto, mas acho que poderia ter ido alem, e até soltado alguns spoilers pra poder mostrar uma opinião mais completa sobre a obra. Mas valeu apenas por comentar, não me lembro de ver posts sobre pandora em nenhum blog que acesso diariamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s