Spice and Wolf: Bons Diálogos, Bons Fanservices

Sequer sei dizer o porque desse animê ter me chamado a atenção. A sinopse de onde eu o baixei estava confusa, o traço não é nenhuma novidade e não tinha ouvido falar muito bem dele. Mas por um acaso o encontrei e acabei baixando.

S&W é um animê muito bem feito, mas falha em muitos pontos básicos. E sua construção delimita muito seu público alvo, mas vamos lá.

Spice and Wolf conta a história de um mascate (comerciante que viaja de cidade em cidade vendendo seus produtos) chamado Lawrence, que durante um festival de colheita de trigo acaba conhecendo Horo, uma entidade abandonada pelos aldeões, que era responsável pelo sucesso das colheitas.

Cansada e entristecida pela falta de consideração dos habitantes, Horo decide que está na hora de voltar para sua casa, no norte, e Lawrence acaba se dispondo a seguir com ela até lá, fazendo muitos negócios pelo caminho, claro.

S&W tem ótimas sacadas, principalmente nos diálogos entre os protagonistas quando o assunto é relacionamentos, uma animação muito competente para a época (nossa, animê de 2008 com aquele nível? Muito raro), desing bem feito, trilha sonora de época super empolgante…

Mas ainda assim consegue ser muito chato. É o tipo de material para públicos com interesses muito específicos. A maior parte do tempo temos longos diálogos sobre estratégias de comércio em linguagem de mercado (tudo fácil de entender, mas chaaato), intercalado com as boas interações entre o casal principal – que tem uma ótima química, diga-se de passagem, e quilos de fanservice da Horo, afinal, é uma menininha com kemonomimi!

Eu não considerei aqui o fanservice uma coisa desprezível, como costumo achar. Foram poucas as cenas descaradas, a maior parte do tempo tinhamos closeds da Horo de bruços, balançando sua cauda peluda, o que dava a impressão que era apenas a re-afirmação de sua natureza não humana, ou seu busto coberto pelos cabelos, quando ia retomar sua forma original. As poucas vezes em que o fanservice foi descarado ainda não era descontextualizado, uma vez que em todas as cenas em que isso ocorreu ela estava bêbada.

O fanservice não me irritou, mas o que me desagradou em Spice and Wolf foi sua falta de roteiro. Tá, ele está levando ela para casa e no caminho faz vários negócios. Mas a não ser que você tenha um interesse especial em ecônomia e comércio, provavelmente você se sentirá como eu, entediado. Nas cenas mais tensas, o fato de todo o risco ser ele ganhar ou perder dinheiro, e os confrontos serem as negociações, simplesmente não conseguiu me despertar emoção nenhuma. O primeiro confronto foi arriscado, houve confronto físico e conspirações. Os seguintes foram mornos, e a “receita” já tinha perdido a graça.

Quanto aos personagens, bem, eu quase poderia chamar S&W de harém, afinal, temos um homem interagindo com uma entidade e encontrando muitas mulheres de quem se aproxima e com quem se envolve. Contando as duas temporadas são umas 5, além da Horo, claro.

Lawrence é um personagem bem comum, mas sua linha de raciocínio e sua experiência como mercador é bem desenvolta, apesar de sua personalidade amena. Ele também não é inútil em confrontos, e pode ser uma pessoa envolvente quando quer.

Horo tem todo o seu papel de personagem feita para agradar otakus, mas sua personalidade convence, não é uma Tsundere, ou uma Yamato Nadeshiko, ou qualquer outro desses padrões de personalidade atraentes. Ela tem certo nível de poder e inteligência que usa muito bem, sabe ser dedicada e sabe provocar. Não dá para não gostar dela.

Spice and Wolf é um animê com um roteiro fraco, mas muito bem feito e interessante para quem realmente se importa com ecônomia. Seus personagens são cativantes e seus diálogos, realistas, mas simplesmente não é para qualquer um. Vale a pena arriscar, mas se se entediar muito depois do primeiro confronto, largue, porque não fica melhor.Mesmo o quesito romance é bem frustrante, talvez por conta do final incerto (terceira temporada?).

São 24 capítulos em duas temporadas, e um OVA, todos baseados em uma Light Novel. Podem ser encontrados para download aqui.

Anúncios

8 pensamentos sobre “Spice and Wolf: Bons Diálogos, Bons Fanservices

  1. Pena que não tenha gostado da dinâmica da economia.
    A série não vai ter ação mesmo, a ação dela é a dinâmica entre os personagens. Nas negociações não apenas alguém perde ou ganha dinheiro, é uma troca de confiança e a relação entre o Lawrence e a Horo é assim, de desenvolvimento de confiança e de dar e receber alguma coisa em troca.

    É uma daquelas séries para quem não quer ver nada, apenas ver o que pode acontecer da interação entre os personagens em suas sutilezas.
    Aquele grande negócio no final da segunda temporada onde o Lawrence podia “quebrar” não foi o climax atoa. Tudo dependia da Horo e ele quebrou a cara e levou uns tapas justamente por não ter confiado na própria relação de confiança que desenvolveu com ela. Ela fala sobre isso, ele que se orgulha de ser um bom negociante, confiava que iria ganhar aquele negócio, mas quase perdeu justamente por não ter confiado em sua principal parceira de negócios.

    Eles quase se separaram por causa da especulação econômica. LOL

    IMO

    • Realmente, no começo eu achei muito interessante (curiosidade inicial de quem não tinha noção do assunto), mas depois passa a ter foco somente nas negociações, cujo esquema eu tinha passado a conhecer e perdeu a graça.

      A dinâmica em si é muito boa, os diálogos são muito bem construidos, mas achei a história sem uma “força própria”.

      De qualquer forma, obrigada por ler e comentar.

  2. Spice and Wolf é uma versão para economistas de bakuman?, porque Bakuman só é bom para quem sonha ser mangaka, ou quase isso…
    parabéns, ótimo texto…(ganhou mais um leitor 😉 )

    • Pois é. Eu sofri com Bakuman, porque assisti para fazer um review e fui esperando algo genial (as pessoas falam muito bem) e encontrei um shounen clichê de dois garotos e um sonho. Apesar dos passo-a-passo de Bakuman (com todo o lance de editoração e talz) me interessarem mais, como escritora, do que S&W (já que eu nunca lidei com comércio).

      Obrigada, volte sempre!

  3. assisti Spice and Wolf a um tempo, e o anime conseguiu me prender, assim como a personalidade da Horo.

    o mangá, pelo menos até onde parei, tem um “pouquinho” mais de fanservice que o anime, o que deve ter agradado alguns.

    gostei do seu blog. continue com as reviews!

    …..não nada a ver, mas…. andando de onibus, vi uma loja com o nome na faixa escrito “Spice and …” com a letra na mesma fonte do titulo do anime. fiquei realmente pensando onde que se inspiraram para colocar esse nome….
    …sim, isso não acrescentou nada no comentário….

    • Sim, a personalidade dos protagonistas é muito cativante!

      Vixx… O.õ

      Obrigada!

      Sério? Que curioso, se bobear foi mesmo! Era loja de que? #MASQ

  4. Presentemente acompanhei esse anime incivil! sempre via a sinopse dele por ai mais não tinha vontade de ver ele! dae semana passada eu resolvi da uma chance pra ele e então… agora to querendo acompanhar o resto da historia!
    já procurei o volume 6 do manga em inglês mais ate agora nada! se alguém tiver um sait onde passa ler o volume 6 posta ai!
    Esse anime e incivil me pegou desde o primeiro episodio! já estava cansado de ver o mesmo estilo de anime de sempre esse anime e totalmente diferente dos que já avia acompanhado, impossível não se encantar com a sabia lobo Horo os diálogos dos personagens na minha opinião e de tira o chapéu! uma obra prima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s