Princess Princess: Amizade entre Garotos sempre tem Espaço para Algo Mais…

Acompanhando a movimentação da blogagem feminina (pelo menos em sua maioria) hoje, 8 de Janeiro – instituido dia nacional do Yaoi pela organização do site Blyme Yaoi, eu vou falar hoje de Princess Princess, um shounen-ai gracioso e divertido que eu recomendo a todos os fãs do gênero.

Quanto ao movimento, coloco aqui as palavras da @Tankochan:

“Isto é, é a data que estabelecemos, inspiradas no trocadilho com a leitura japonesa do número 801, para celebrar a nossa paixão pelo Yaoi! Este é o nosso primeiro Dia Nacional do Yaoi, sabemos que será modesto em proporção, no entanto, temos certeza que o material apresentado por fãs tão apaixonados não poderá deixar de ter esforço e qualidade. Esperamos que esta iniciativa seja um ponto de partida para a percepção positiva do yaoi/BL no Brasil e que ajude a unir os fãs do gênero.”

Confesso que não sou fujoshi, nem mesmo curti os animês yaoi que assisti… Porém sou perdidamente apaixonada por shounen-ai, e de todos os que eu assisti, esse é o mais cute e que eu mais queria que tivesse uma continuação.

Princess Princess conta a história de Tohru Kouno, um garoto que acabou de entrar para um famoso colégio interno de elite de sua cidade, mas que chegando lá descobre que esse colégio tem regras no mínimo questionáveis sobre como animar os garotos que o frequentam.

Tohru acaba se tornando uma Hime, função que consiste nos garotos mais bonitos da escola se vestindo de mulher e alegrando a vista dos corredores cheios de testosterona do lugar. Apesar de discordar a princípio, ao ver a quantidade de benefícios e descontos que isso lhe traria, ele acaba entrando para a equipe, fazendo amizade com Yuujirou e Makoto, princesas já acostumadas com o “serviço”.

Makoto tem uma namorada, por isso detesta ter que fazer o que faz, e vive sendo importunado pelos outros alunos pelo seu jeito constrangido. É um garoto normal que realmente não se encaixa nos padrões e que provavelmente se sentiria mais confortável em outro lugar. Mas o foco “homo” da história mesmo são Yuujirou e Tohru, que apesar de se estranharem no começo, acabam ficando amigos, trocando confidências (afinal, eles dividem o mesmo quarto), e ajudando um ao outro…

Apesar de personalidades distintas, eles tem formas parecidas de encarar os problemas, e acabam ensinando um para o outro que não é fugindo que se resolve as coisas. Eles acreditam que ser Hime está longe de ser um problema, e frequentemente estão juntos, mesmo saindo da escola.

A frequência com que tiram um ao outro do perigo também é algo bonito de se ver, uma vez que Yuujirou é muito explosivo e Tohru, pelo contrário, volta e meia não consegue reagir quando deveria.

Family Complex

Os personagens secundários também são muito cativantes, tanto que o Akira e a Megumi possuem mangás próprios com sua história sendo contada em paralelo (Family Complex e Kakumei no Hi, respectivamente).

Eu acabei encontrando nas minhas pesquisas muito material contra Princess Princess, sugerindo uma alusão a abusos de autoridade, coersão física e bullying tudo com um fundo de comédia shounen-ai para cativar as fãs. Eu concordo que o argumento usado pela autora para pessoas como o Makoto fazerem parte do sistema foi realmente infeliz, mas apesar de haver o P-Room e congêneres, eu não vi nenhuma alusão ou tensão por parte de algum aluno no sentido de agredir ou até mesmo estuprar um dos garotos. Também não acredito que o tratamento dispensado a este último seja caracterizado como bullying.

Se Princess Princess pretendesse ter como foco o trabalho das Himes, de forma realísta, esse animê seria outro. Mas a existência das mesmas existe mais como mote para a interação entre os personagens, que é o verdadeiro foco da história, seja nos momentos cômicos em que eles se provocam ou se atrapalham, seja nos momentos mais sérios, em que aceitar e ser aceito na própria família é o tema abordado.

Eu achei Princess Princess muito divertido, e interessante porque aborda até algumas questões familiares delicadas (de forma leve, é claro). Tem a construção de um quase-relacionamento lindo entre o protagonista e seu amigo, que levaria qualquer fãgirl a loucura…

Tudo bem, é construido em bases no mínimo questionáveis, como garotos sendo obrigados a se travestir para entreter seus colegas de escola, mas não teve nada do gênero “me apaixonei por você porque achei que fosse uma garota” e isso já me deixa bem feliz.

Feliz Dia Nacional do Yaoi!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Princess Princess: Amizade entre Garotos sempre tem Espaço para Algo Mais…

  1. Então, acho que você não leu o mangá. O anime é mais “light” mesmo, e eu nem me lembro mais do conteúdo… Mas o mangá é tenso, e tem, sim, abuso de autoridade e aberturas para agressão ou violência sexual, como preferir. No mangá, os alunos vivenciam situações de risco e assédio, inclusive há uma cena mostrando uma das antigas princesas quando não haviam banheiro especiais para as princesas: o garoto todo constrangido tomava banho enquanto os demais marmanjos ficavam babando em cima dele. É uma obra de extremo mau gosto, que faz piada com os temas errados (assédio, bullying, etc). Aliás, chega a ser uma inversão de valores: o menino que se posiciona contra a coerção sofrida, contra as humilhações que lhe são inflingidas, é tido como “egoísta, infantil e mimado”; já aqueles que não têm escrúpulos, que usam de seu “poder” para submeter os outros às suas vontades, e que não hesitam em zombar e maltratar os outros são tidos como “maduros”, como “aqueles que estão certos”, e são vestidos como “belos e descolados”.

    Foi um dos piores mangás que eu já tive o desprazer de ler. Nem posso dizer o ódio que essa história me causou. Mas o meu masoquis… erm, amor pelo Mikoto e pelo Akira me fez ler tudo até o fim, huehuehue. E, vou dar uma conselho, assista ao live action de Princess Princess. Ele é tão ruim, que a fente CHORA DE RIR com ele!xD ahsuahsuahsua!!

    Abraços!!

  2. Bom eu só queria dizer que esse desenho princess princess é muito legal e quem tá falando coisas orriveis desse desenho é um idiota porque eso um desenho que é muito legal por sinal eu amo princess princess e não aceito que falem mal do desenho que eu amo eu amo yaoi eu sou muito fã deses desenhos eu amo desenho japones e não aceito que falem mal deles eu desenho muitos desenhos de yaoi de girls de boys eu sou louca agora se eu ve alguem falando mal do desenho que eu adoro ai meu filho eu fico muito puta bom esso isso um beijão e um abraço bye bye.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s